Doce de Espécie a Base de Coco de Alcântara

Como fazer um delicioso doce de espécie típico de Alcântara

Ingredientes

Aviso legal: Estamos apenas compartilhando este maravilhoso vídeo em nosso site. A autoria está assinalada logo abaixo do vídeo, assim como o link de origem do canal.

Reproduzir vídeo

O vídeo acima é compartilhado do canal TVASSEMBLEIA MARANHAO. Visite este canal para mais vídeos como este!

Transcrição:

Nas mãos de pessoas simples, o trabalho que parece uma alquimia de sabores e que resulta em um emaranhado de delícias e doçuras.

O paladar é reforçado pela paisagem da velha cidade em ruínas. Este é um doce de espécie, uma herança dos portugueses e que virou um dos símbolos da cidade de Alcântara, localizada no litoral Maranhense.

Enquanto o forno a lenha fica na temperatura ideal, vamos conhecer os detalhes de como esta iguaria é produzida.

Conheça o doce de espécie típico da cidade de Alcântara

E começamos por um dos principais ingredientes, o côco.

Neste momento você está fazendo o que aqui?

“Estou aqui descascando aos poucos, talhando as poucos para poder botar o processo no ralador. Aí da todo este processo no ralador, aí a gente vai colocar o coco e um cravinho, açúcar para dar o ponto para fazer o doce de espécie.”

Esta parte de cortar o côco e de ralar é com vocês, mas na hora de fazer mesmo o doce e botar pra assar é outro pessoal?

“São outras pessoas. São as senhoras ali, que são acostumadas a fazer o doce e tem um assador de forno mesmo, profissional. Sr Simão”

Dá muito trabalho cortar tanto côco assim. São quantos côcos que vocês cortam em média pra fazer?

“Em média a gente cortou aqui 150 côcos, para poder fazer o processo para os doces para entrega”

Começa que horas esse trabalho de cortar o côco?

“A gente começou as 7h da manhã”

Lembrando que já são quase 13h da tarde. Da muito trabalho, né?

“Trabalho demais! Aí o processo é desse jeito. Agora estamos picando para poder colocar aqui, na forrageira e depois levar para dar o ponto, para ficar no ponto para poder botar os outros ingredientes”

Para se fazer o doce de espécie tem toda uma cadeia de processo. Primeiro eles quebram o côco, ralam o côco, como a gente já viu e depois o côco é cozido. E aí vem pra cá.

A Josimira está misturando o côco com cravinho, com o que mais que mistura?

“Açúcar, manteiga e leva pro fogo pra cozinhar, pra dar o ponto.”

Aí você colocar nesse copinho para dar forma?

“É uma medida que a gente usa para não colocar demais, porque se não vai ficar muito cheio, depois cai. Então a gente já fez esta medida pra ficar certinho.”

E depois que eles, não sei se da pra vocês verem daí, fica no formato de um copinho descartável. E depois esta bandeja vem pra cá, é outra arte, que vai dar forma ao docinho de espécie. É um trabalho meio delicado aqui, né Fátima?

“É, eu vou com a colher e vou apertando, apertando até ele ficar do jeitinho do doce, redondinho aqui assim, né? Aí depois eu venho com um talinho e vou puxar a massa que aí ele vai suspender mais que é para ficar bem redondinho, para ele não cair do solado. Pro côco não cair do solado.”

Depois aqui, qual é a próxima fase do bolinho?

“Aí eu venho com as tirinhas aqui, ó! E vou fazer um desenho aqui, uma florzinha que eu faço aqui. E venho colocando aqui em cima, com talinho de novo e dou uma apertadinha e ele não sai. Já ta no ponto de botar pra assar.”

A senhora já trabalha com a feitura do bolinho de espécie há quanto tempo?

“Ah! Já tem… eu tenho 52 anos, desde os 15 a gente já vem… Que a minha mãe faz doce, fazia né? E da minha mãe passou pra gente. Tem eu, tem minhas irmãs, tudo faz.”

O doce de espécie também é fonte de renda para os comerciantes locais. Na cidade não é difícil encontrar estas placas. Para quem gostou e quer fazer o docinho aí vai a receita.

Ingredientes para massa

2 xícaras de farinha de trigo
5 colheres de sopa de óleo
¼ de colher de chá de sal
1/2 xícara de água

Ingredientes para o recheio

3 xícaras de côco ralado grosso
3 xícaras de açúcar
1 xícara de água

Modo de preparo da massa

Misture os ingredientes até a massa ficar homogênea. Em seguida abra com o rolo pra ficar bem fininha. Depois corte em formato de discos. Polvilhar uma assadeira com farinha de trigo e colocar os discos de massa.

Modo de preparo do recheio

Colocar os ingredientes em uma panela e mexer em fogo alto sem parar. O ponto é quando ficar bem cremoso.

Preparo final

No meio de cada disco de massa, colocar uma colher de sopa generosa do recheio. Decorar cada docinha com tiras finas da massa, fazendo uma espécie de laço. Assar em forno quente por aproximadamente 20 min.

E pronto, agora é só se deliciar!